Cemig BH – Qual é a fonte de energia renovável mais utilizada no Brasil?

Qual é a fonte de energia renovável mais utilizada no Brasil 

 

A agricultura é uma das atividades econômicas mais importantes de qualquer país e também uma das que demandam maior quantidade de recursos. Insumos como água e energia na agricultura são indispensáveis para a obtenção de uma boa safra.

As fontes renováveis têm se mostrado boas alternativas para o produtor rural que deseja manter a produção e, ao mesmo tempo economizar com a energia. Além de serem mais baratas, elas também são mais sustentáveis, pois consomem recursos que se renovam na natureza.

Há diversas fontes energéticas que o produtor pode aproveitar. Escolher a melhor delas para a sua propriedade é o segredo para conseguir os melhores resultados. Essa decisão deve levar em consideração o clima da sua região e os recursos disponíveis na sua propriedade.

Se quiser saber mais sobre os vários tipos de energias renováveis que podem ser usadas na agricultura, é só continuar lendo este artigo até o fim!

Quais são as principais matrizes energéticas?

Existem uma série de fontes energéticas obtidas a partir de fontes renováveis. Além de mais baratas, elas ainda representam uma agressão menor para o meio ambiente.

Veja a seguir as principais:
1. Energia eólica

A energia eólica, ou energia obtida pela força dos ventos, é uma fonte muito comum no Nordeste do país. Quem viaja pelas estradas da região pode reparar nos enormes “cata-ventos” espalhados por áreas enormes.

Esses equipamentos, na verdade, são chamados de aerogeradores ou turbinas eólicas. Eles também transformam a energia mecânica gerada pelo movimento das pás das turbinas em eletricidade, que pode ser armazenada para fazer funcionar todo tipo de equipamento.

Cada turbina tem um mecanismo que controla a velocidade do movimento das hélices. Assim, mesmo que haja ventos muito fortes, não há risco de o equipamento quebrar e causar um acidente no entorno.

Uma das desvantagens dessa matriz energética é que ela só funciona bem em áreas com incidência constante de ventos. Por isso, ela é uma excelente fonte complementar de energia, que é muito bem combinada com as outras matrizes que abastecem o país.

2. Energia hidrelétrica

As usinas hidrelétricas são movidas pela força das águas e são o tipo mais comum no Brasil. Usinas como as de Itaipu, Belo Monte e Tucuruí geram aproximadamente 80% de toda a energia consumida no país. Ou seja, quando você liga a televisão da sua casa ou o sistema de irrigação da sua plantação, há grandes chances de ser a energia hidrelétrica que você está usando.

Essas usinas usam a força mecânica das águas dos rios para movimentar turbinas. Em um gerador, a energia mecânica é transformada em energia elétrica, que serve para ligar e abastecer todo tipo de máquinas e aparelhos.

No Brasil, ela é a principal fonte energética porque temos vários rios muito caudalosos. Eles são capazes de produzir energia para abastecer a maior parte das casas e fábricas do país. Além disso, a força hidrelétrica não emite poluição e nem gera resíduos para a sua produção.

Uma das principais desvantagens da energia hidrelétrica é que ela depende muito das condições do tempo. Chuvas irregulares ou estiagens duradouras podem comprometer a geração de energia no país. Nesses casos, o governo faz uso de fontes complementares, como a energia térmica e a eólica.

3. Energia solar

A energia solar vem sendo explorada no Brasil já há vários anos. Nas residências e nos prédios residenciais, os sistemas de aquecimento solar da água economizam centenas de reais todos os meses. Porém, há uma outra forma de aproveitar essa energia do sol, que é nas usinas fotovoltaicas.

Nesses complexos, as placas fotovoltaicas captam a energia solar, que é transformada em energia elétrica em um gerador. Essa força pode ser usada para abastecer máquinas e equipamentos no local ou pode ser enviada para a rede elétrica nacional, caso a produção seja maior do que o uso.

Uma das principais vantagens dessa matriz energética é que ela pode ser instalada em propriedades particulares. Quem opta por fazer esse investimento pode ter uma fazenda praticamente autossuficiente em termos de energia elétrica.

O Brasil é um país onde o uso da energia solar é altamente recomendado, pois o nosso território tem uma excelente exposição solar durante o ano todo.

4. Energia biomassa

A biomassa é um tipo de energia térmica. As usinas desse tipo usam resíduos orgânicos na produção de força. Praticamente qualquer rejeito orgânico pode ser usado para servir de combustível nas usinas térmicas de biomassa.

O método mais comum para transformar esses resíduos em energia é a queima. Da mesma forma que em uma usina que usa carvão mineral, a energia térmica gerada na queima da matéria-prima é transformada em eletricidade em um gerador. A partir daí, pode ser usada para ligar todo tipo de aparelhos e equipamentos.

No Brasil, há uma série de subprodutos da agricultura e até da pecuária que são usados na geração de energia biomassa. O mais comum deles é o bagaço da cana-de-açúcar. Depois do beneficiamento para a produção do etanol, do açúcar ou outros derivados da cana, a fibra do bagaço é um ótimo combustível para as usinas de biomassa.

Atualmente, somente grandes indústrias e fazendas do agronegócio podem optar por utilizar a energia biomassa. As usinas necessitam de uma estrutura grande, que não pode ser implementada em áreas pequenas.

5. Energia de biodiesel

O biodiesel é um tipo de combustível que pode ser usado para alimentar diferentes tipos de motores. Depois de passar por um processo que reduz o número de átomos, os óleos vegetais ficam com uma estrutura parecida com o diesel feito de petróleo.
Assim, pode ser usado como combustível para tratores, caminhões, máquinas de beneficiamento e outros equipamentos de grande porte necessários na agricultura.

6. Energia de ondas

Todo tipo de movimento gera energia mecânica. Com o tipo certo de tecnologia, ela pode ser transformada em energia elétrica. É isso que acontece com as ondas do mar e o movimento das marés.

Em parques instalados em alto-mar, grandes equipamentos captam a energia mecânica do deslocamento das águas pelo vento. Depois, um gerador transforma essa energia em eletricidade, que pode ser armazenada e incorporada à rede elétrica normal.

Esse tipo de matriz energética ainda está em fase de início de exploração no Brasil e também no mundo. Tem muito potencial para crescer nos próximos anos, com o avançar tecnológico na área.

Como economizar energia na agricultura?

O consumo de energia nas fazendas costuma ser alto, principalmente se a propriedade tem algum sistema de irrigação. Porém, algumas boas práticas ajudam a trazer uma conta de luz mais baixa no fim do mês e manter uma prática mais sustentável na fazenda, com menos desperdício de recursos.

Veja algumas dicas:

• dê manutenções regulares nos equipamentos, para que tenham melhor condição de trabalho e suguem menos energia;
• cuide para que as instalações não tenham desperdício de energia em conectores e fios quebrados ou em más condições;
• faça boas instalações elétricas, para que os equipamentos não puxem mais energia do que o necessário para funcionarem;
• planeje bem as suas ações, evitando desperdícios e otimizando os seus recursos;
• adote processos automatizados, que operam somente nos momentos em que são estritamente necessários e evitam desperdícios.
Com exceção do biodiesel e da biomassa, que geram energia a partir de combustíveis, todas as outras fontes de energia renováveis sofrem a interferência do clima.

 

Quer ganhar desconto na energia elétrica de sua residência ou empresa? Então venha conhecer a Lis!

 

Lis Light

 

A Lis chegou para facilitar a vida dos brasileiros na hora de pagar a conta de energia elétrica.

A proposta da Lis é de gerar energia limpa e baratear em, no mínimo, 10% a energia consumida em residências e empresas, facilitando a vida das pessoas nesse momento de pandemia.

A geração de energia solar é feita no parque Solar Fazenda do Sol, em Uberlândia/ MG, região com rica irradiação solar. A Fazenda do sol gera a energia que você consome de forma limpa e sustentável, sem investimento, sem obras e sem fidelidade.

O objetivo é permitir que as pessoas possam reduzir seus custos com a energia renovável, em forma de compensação na conta de luz.

COMO FUNCIONA

Ao aderir ao consorcio (pessoa jurídica) ou cooperativa (pessoa Física), que é feito com um simples cadastro no site da Lis, você contrata a quantidade de energia conforme seu perfil de consumo.

Esta cota de consumo é calculada com base no histórico de suas últimas 12 contas de energia. A energia chega até você através da rede da CEMIG, que continua sendo responsável pela entrega e medição mensal.

BENEFÍCIOS DA Lis

Nosso principal benefício é a economia de energia sem nenhum investimento! Você pode consumir sua própria energia sem custo e sem fidelidade.

Produzir e consumir sua energia de forma sustentável, aproveitando o potencial solar do Brasil, é outra vantagem para você.

Por último, e não menos importante, parte da sua economia apoia o maior projeto de proteção do cerrado mineiro.

Venha conhecer a Lis! Geramos energia limpa e injetamos na rede da CEMIG. Investimento zero, tudo feito 100% online e sem fidelidade.

Visite nosso site e comece a economizar hoje mesmo!

Cemig BH - Desconto na conta de luz 

Cemig BH – Desconto na conta de luz

 

Comente o que achou:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Como posso te ajudar?

× Como posso te ajudar?